Conheça os Tipos de Câncer de Mama - Todas as PossibilidadesConheça os Tipos de Câncer de Mama - Todas as Possibilidades

Conheça os Tipos de Câncer de Mama – Todas as Possibilidades

Conheça os Tipos de Câncer de Mama – O câncer de mama representa o segundo tipo de câncer mais comum entre a população feminina, perdendo apenas para o melanoma (a manifestação mais agressiva do câncer de pele). Segundo dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer), 50 mil novos casos da doença são registrados anualmente no Brasil.

Existem diversas manifestações do câncer de mama e, na maioria dos casos, o tipo de lesão é identificado já no diagnóstico da doença, que parte de exames de imagem e é confirmado por meio de exames clínicos, como a biópsia.

Com a leitura deste artigo, conheça mais a fundo os diversos tipos e subtipos do câncer de mama e suas principais características, Conheça os Tipos de Câncer de Mama.

Conheça os Tipos de Câncer de Mama

O câncer de mama é um tumor maligno que desenvolve-se na mama como resultado do aumento de células anormais nos seios, fruto de alterações genéticas que comprometem a capacidade de divisão e reprodução das partículas, fazendo com que elas dividam-se descontroladamente.

A partir dos exames diagnósticos, é possível compreender o tipo de lesão que está presente nas mamas. A classificação inicial da lesão varia entre benigna, pré-cancerígena ou cancerígena. Caso seja confirmado o câncer, o diagnóstico deve indicar também seu estadiamento, o tipo histológico e a extensão do tumor. Conheça os Tipos de Câncer de Mama.

O estadiamento do câncer, conhecido como TNM, classifica o tipo do tumor e descreve suas principais características: se é invasivo ou não, onde está alojado, se está disseminado em outros órgãos do corpo etc.

Com estas informações em mãos, é possível identificar o tipo histológico do câncer. Conheça os Tipos de Câncer de Mama.

Tipos Histológicos do Câncer de Mama

Os tipos histológicos são categorizados em vários subtipos de acordo com determinados fatores, incluindo a extensão do tumor, a presença ou ausência de receptores hormonais, entre outros.

Conheça a seguir os principais tipos de câncer de mama:

Carcinoma Ductal Invasivo

O carcinoma ductal invasivo é o tipo mais comum de câncer de mama, representando entre 65 e 85% das manifestações invasivas da doença. Ele acomete os ductos da mama, que são os canais que conduzem leite, e pode invadir os tecidos arredores. Quando não tratado corretamente, este tumor tem a capacidade crescer localmente ou desenvolver metástase (espalhar-se para outros órgãos por via sanguínea ou linfática), Conheça os Tipos de Câncer de Mama.

Carcinoma Ductal Não Invasivo

O carcinoma ductal não invasivo, também chamado de carcinoma ductal in situ, configura o tipo mais comum de câncer de mama não invasivo e também acomete os ductos da mama. A diferença deste para o tipo anterior de câncer é que este não invade os tecidos arredores e nem se espalha pela corrente sanguínea: a membrana que reveste o tumor não se rompe, mantendo as células cancerígenas concentradas somente no interior do nódulo.

Contudo, este tumor pode ser multifocal, ou seja, apresentar vários focos na mesma mama. Embora não tenha capacidade de desenvolver metástase a princípio, todo câncer de mama não invasivo tem potencial de transformar-se em um invasor, quando não adequadamente tratado.

Carcinoma Lobular Invasivo

O carcinoma lobular invasivo é o segundo tipo mais comum de câncer de mama e se origina nas células dos lobos mamários. Este tipo de tumor tem potencial de crescer localmente, invadir os tecidos que o circundam e desenvolver metástase. Está diretamente relacionado ao risco de câncer na outra mama e também ao câncer ovariano.

Carcinoma Lobular Não Invasivo

Também chamado de neoplasia lobular, o carcinoma lobular não invasivo é considerado apenas uma alteração mamária, e não um câncer, mas não tem potencial de invadir os tecidos adjacentes. Ela também nasce dos lobos mamários e frequentemente é multifocal. Neste tipo, as células assemelham-se às células cancerosas, crescendo nos lóbulos das glândulas produtoras de leite materno, mas não crescem por meio da parede dos lóbulos.

Carcinoma Inflamatório

O carcinoma inflamatório representa a manifestação mais agressiva do câncer de mama, e também a mais rara. O tumor origina-se também nas glândulas mamárias que produzem leite, apresentando-se como uma inflamação. Geralmente de grande extensão, suas chances de espalhar-se por outros órgãos e desenvolver metástase é alta.

Este tipo de tumor não apresenta nódulos; somente alterações na pele, podendo deixá-la com um aspecto de casca de laranja, provocar coceiras, dores, etc. A inflamação também pode tornar a mama maior ou mais firme.

Doença de Paget

Este é o tipo de câncer de mama que acomete a aréola ou o mamilo, podendo afetar ambos simultaneamente. Esta é uma manifestação rara da doença, caracterizada por alterações na superfície do mamilo – como crostas ou inflamações -, vermelhidão, dor, sensibilidade e coceira. Em alguns casos, no entanto, a Doença de Paget é assintomática.

Outros Tipos de Câncer de Mama

Além dos tipos histológicos de câncer de mama citados, existem diversos outras manifestações da doença, mas com menor propensão de casos. É o caso do tumor filoide – um tipo raríssimo de câncer de mama caracterizado pelo aparecimento de um nódulo duro de tecido, em qualquer região mamária – e do angiossarcoma da mama – um tumor raro desencadeado por procedimentos de radioterapia.

Após o Diagnóstico

Com o câncer diagnosticado e seu tipo histológico já detectado, chega o momento em que o especialista opta pela abordagem terapêutica mais adequada, levando em conta o estagiamento da doença, as características do tumor, as particularidades da paciente, entre outras inúmeras determinantes.

Vale ressaltar que o tratamento varia muito de caso para caso, e as abordagens mais comuns incluem a quimioterapia, radioterapia, hormonoterapia e mastectomia (que consiste na cirurgia de remoção do tumor).

Quando diagnosticado precocemente, o câncer de mama tem 98% de probabilidade de cura. O tratamento precoce evita o desenvolvimento de metástase e pode devolver à mulher a qualidade de vida que tinha antes do surgimento da doença. Para que isso ocorra, é necessário que a paciente mantenha o acompanhamento com seu mastologista, mesmo após a cura do câncer, para dar continuidade ao monitoramento.

O acompanhamento ginecológico é essencial em todas as fases da vida da mulher, a fim de detectar precocemente o câncer, caso ele venha a acometê-la. Além disso, os exames de mamografia devem ser realizados periodicamente por mulheres com mais de 50 anos.

Mais Informações sobre o Câncer de Mama na Internet
O Med9https://www.abctudo.com.br/
Tudo sobre Medicina. De uma forma fácil, prática e bem humorada! chega das chatices técnicas que todos os médicos na Internet usam!

Troca de Informações

Conheça os Tipos de Câncer de Mama - Todas as PossibilidadesConheça os Tipos de Câncer de Mama - Todas as Possibilidades

Conteúdo Relacionado

Quando vacinar um adulto saudável?

Não são apenas crianças que devem ser vacinadas. Adultos não se vacinam apenas contra a gripe. Existem uma série de doenças que podem ser um problema...

Acabei de me expor ao risco de contrair HIV. O que devo fazer?

Ao se expor ao risco de contrair HIV, existe uma série de procedimentos que devem ser tomados pelo médico infectologista, para diagnosticar e até...

Síndrome Dolorosa Miofascial – Dor Miofascial

Síndrome Dolorosa Miofascial - Dor Miofascial🎯 Consulte Com Um Especialista Agora (Online ou Presencial)! https://willianrezende.com.br/dormiofascialVocê sabe qual o sintoma que mais leva as pessoas a...

Fique em Contato

20,831FãsCurtir
2,403SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever

Últimos Artigos

Quando vacinar um adulto saudável?

Não são apenas crianças que devem ser vacinadas. Adultos não se vacinam apenas contra a gripe. Existem uma série de doenças que podem ser um problema...

Acabei de me expor ao risco de contrair HIV. O que devo fazer?

Ao se expor ao risco de contrair HIV, existe uma série de procedimentos que devem ser tomados pelo médico infectologista, para diagnosticar e até...

Síndrome Dolorosa Miofascial – Dor Miofascial

Síndrome Dolorosa Miofascial - Dor Miofascial🎯 Consulte Com Um Especialista Agora (Online ou Presencial)! https://willianrezende.com.br/dormiofascialVocê sabe qual o sintoma que mais leva as pessoas a...

Vergonha de Falar sobre Incontinência Urinária com o Ginecologista Atrasa o Tratamento

Falar sobre Incontinência Urinária. A incontinência urinária, assim como todas as disfunções do assoalho pélvico, atingem um número significativo de mulheres. No entanto, são...

O que significa exames de sífilis alterados pós tratamento?

A Sífilis é causada por uma bactéria chamada de Treponema Pallidum.Sua transmissão se dá principalmente pela via sexual (IST), mas também pode ocorrer por...