Vergonha de Falar sobre Incontinência Urinária com o Ginecologista Atrasa o TratamentoVergonha de Falar sobre Incontinência Urinária com o Ginecologista Atrasa o Tratamento

Vergonha de Falar sobre Incontinência Urinária com o Ginecologista Atrasa o Tratamento

Falar sobre Incontinência Urinária. A incontinência urinária, assim como todas as disfunções do assoalho pélvico, atingem um número significativo de mulheres. No entanto, são muito poucas que, de fato, buscam tratamento para esta condição.

Este artigo tem como objetivo enfatizar a necessidade de conversar com sua ginecologista sobre os sintomas da incontinência urinária, para que ela possa lhe encaminhar a um especialista em assoalho pélvico o quanto antes.

Continue lendo para saber mais sobre o tabu em volta das disfunções do assoalho pélvico, e como lidar com isso para melhorar sua saúde.

Falar sobre Incontinência Urinária

O Tabu das Disfunções do Assoalho Pélvico

Por muito tempo, as mulheres eram proibidas formalmente de falar sobre os assuntos considerados “vulgares”. Este modelo de vida têm causado consequências até hoje, anos depois.

Por causa disso, as mulheres que começam a apresentar quaisquer tipos de sintomas constrangedores ou relacionados à saúde íntima optam pela solução mais acessível e que necessitará de menos exposição, como uma pomada indicada por uma amiga, ou uma receita caseira encontrada na internet, sem fonte científica que comprova sua funcionalidade.

Ao perceber sintomas de incontinência urinária, simplesmente usar absorventes e evitar situações em que possa acontecer escapes de urina acabam sendo mais fáceis para a mulher do que passar pelo constrangimento de conversar com sua ginecologista sobre este assunto.

Ao tentar utilizar esses recursos, seus sintomas tendem a piorar, dificultando a possibilidade de alcance de uma vida social e profissional sem momentos constrangedores como escapes, além de outros sintomas comuns das disfunções miccionais.

A fim de disseminar informação, e evitar que mais mulheres sofram com esse ciclo de tratamento ineficaz, veja a seguir algumas informações que combatem o tabu em torno da incontinência urinária e aprenda a importância de buscar auxílio profissional de confiança, o mais rápido possível.

A Incontinência Urinária é Altamente Tratável

A incontinência urinária, disfunção do assoalho pélvico mais frequente, é altamente tratável. Muito provavelmente, o medo de buscar tratamento envolve o temor de passar por inúmeros procedimentos extensos que no fim poderiam não ser compensados.

Estamos aqui para dizer que esse pensamento é incoerente com as reais alternativas de tratamento oferecidas para a incontinência urinária. Para os idosos, é importante informar que uma parcela pequena necessita da utilização de fraldas e a incontinência urinária não é sinônimo de envelhecimento, muito menos é inevitável. Até mesmo quando a incontinência está associada a alguma doença, é possível tratar.

Mais Informações do Tratamento

Cerca de 90% das pacientes que conseguem procurar ajuda assim que sentem que há algo errado recebem o tratamento desde o estágio inicial da condição. Essas mulheres não só conseguem bons resultados, como também não precisam de intervenção cirurgia ou terapia medicamentosa.

Isso porque a incontinência urinária não é de fato uma doença, ela é na verdade uma disfunção causada por uma combinação de fatores, que podem incluir até mesmo hábitos diários e medicamentos utilizados.

Na maioria das vezes, ela é causada por disfunções do assoalho pélvico, como a fraqueza dos músculos pélvicos que favorecem a ocorrência de escapes, bexiga hiperativa e incontinência de urgência (uma vontade imediata e repentina de ir ao banheiro, com uma frequência notavelmente anormal).

O Papel da Ginecologista no Diagnóstico da Incontinência Urinária

É importante que o profissional de saúde que lida com casos como esse tenha a sensibilidade de notar um desconforto não usual da paciente, e tomar a iniciativa de perguntar e incentivar o relato dos sintomas, sem que ela se sinta constrangida ou perca a vontade de continuar em busca do tratamento.

Quando a ginecologista está ciente do possível constrangimento de sua paciente, consegue ter o tato de conversar com ela, tranquilizá-la e deixá-la confortável para contar seu histórico de sintomas.

É de extrema importância também, que nós profissionais da área trabalhemos juntos para obter o melhor resultado para o paciente. Ao notar a presença de sintomas da incontinência urinária, é importante que o ginecologista encaminhe sua paciente para um profissional especializado em assoalho pélvico.

Falar sobre Incontinência Urinária – Papel do Paciente

É de extrema importância que a paciente se permita ser ajudada em situações como essa. Compreendemos que você possa ter vergonha de conversar sobre seus sintomas. No entanto, o diagnóstico e o tratamento só serão iniciados quando você tem a coragem de falar com sua ginecologista de confiança sobre seus sintomas e hábitos.

Referência: JAMA

O Med9https://www.abctudo.com.br/
Tudo sobre Medicina. De uma forma fácil, prática e bem humorada! chega das chatices técnicas que todos os médicos na Internet usam!

Troca de Informações

Vergonha de Falar sobre Incontinência Urinária com o Ginecologista Atrasa o TratamentoVergonha de Falar sobre Incontinência Urinária com o Ginecologista Atrasa o Tratamento

Conteúdo Relacionado

Dor Lombar – O Que Pode Causar as Dores Lombares

Dor Lombar - O Que Pode Causar as Dores Lombares🎯 Consulte Com Um Especialista Agora (Online ou Presencial)! https://willianrezende.com.br/dorneuropaticaAo contrário do que muita gente pensa,...

O que são Infecções Oportunistas

Infecções oportunistas são infecções causadas por bactérias, vírus, protozoários, fungos etc, que geralmente não conseguiriam causar infecção em pessoas com imunidade normal, mas...

Dor Neuropática – Como Aliviar Dor Neuropática

Dor Neuropática - Como Aliviar Dor Neuropática🎯 Consulte Com Um Especialista Agora (Online ou Presencial)! https://willianrezende.com.br/dorneuropaticaA dor neuropática é um tipo de dor crônica que...

Fique em Contato

20,831FãsCurtir
2,452SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever

Últimos Artigos

Dor Lombar – O Que Pode Causar as Dores Lombares

Dor Lombar - O Que Pode Causar as Dores Lombares🎯 Consulte Com Um Especialista Agora (Online ou Presencial)! https://willianrezende.com.br/dorneuropaticaAo contrário do que muita gente pensa,...

O que são Infecções Oportunistas

Infecções oportunistas são infecções causadas por bactérias, vírus, protozoários, fungos etc, que geralmente não conseguiriam causar infecção em pessoas com imunidade normal, mas...

Dor Neuropática – Como Aliviar Dor Neuropática

Dor Neuropática - Como Aliviar Dor Neuropática🎯 Consulte Com Um Especialista Agora (Online ou Presencial)! https://willianrezende.com.br/dorneuropaticaA dor neuropática é um tipo de dor crônica que...

Diferenças entre Dengue, Zika e Chikungunya,

Apesar de serem transmitidas pelo mesmo mosquito e serem impossível de se diagnosticar apenas pelos sintomas, Dengue, Zika e Chikungunya podem ter características mais...

Insônia – Quando é Normal Ter Insônia

Insônia - Quando é Normal Ter Insônia🎯 Consulte Com Um Especialista Agora (Online ou Presencial)! https://willianrezende.com.br/insoniaA insônia é caracterizada pela dificuldade de dormir ou conseguir...