Efeitos da Toxina Botulínica no Tratamento da EnxaquecaEfeitos da Toxina Botulínica no Tratamento da Enxaqueca

Efeitos da Toxina Botulínica no Tratamento da Enxaqueca

Efeitos da Toxina Botulínica no Tratamento da Enxaqueca – A toxina botulínica no tratamento da enxaqueca crônica vem demonstrando ser um método eficaz, reduzindo a necessidade do uso de outros medicamentos, já que diminui a frequência e intensidade das crises. Continue a leitura deste artigo e saiba mais sobre as evidências que comprovam a eficácia do uso de toxina botulínica na dor de cabeça.

Toxina Botulínica no Tratamento da Enxaqueca

O Botulismo – paralisia dos músculos causada por altas doses de toxina botulínica – foi descrito pela primeira vez em 1817. A bactéria responsável, Clostridium botulinum, foi isolada em 1895, com sete subtipos diferentes: de A a G.

Uma preparação altamente diluída de toxina botulínica tipo A (Botox®) foi introduzida na prática clínica nas décadas de 1970 e 1980 para tratar estrabismo e blefaroespasmo. Desde então, encontrou usos em outras áreas da medicina, incluindo distonia, espasticidade pós-AVC e hiperidrose. Outras preparações de toxina botulínica estão disponíveis, tanto do tipo A (marcas Dysport e Xeomin) como do tipo B (Neurobloc ou Myobloc), mas estas nunca foram testadas em transtornos de cefaleia.

Em meados da década de 1990, várias pesquisas relataram melhora nas dores de cabeça em pacientes que receberam toxina botulínica em tratamentos estéticos. Ensaios clínicos bem conduzidos de toxina botulínica foram realizados em vários tipos de cefaleia, com resultados sugerindo que um subgrupo de pacientes com enxaqueca crônica poderia se beneficiar.

Efeitos da Toxina Botulínica no Tratamento da Enxaqueca
Efeitos da Toxina Botulínica no Tratamento da Enxaqueca

Toxina Botulínica no Tratamento da Enxaqueca – Os Estudos PREEMPT

Dois estudos de Fase 3 Avaliando a Terapia Profilática com Enxaqueca (PREEMPT) recrutaram 1384 pacientes com enxaqueca crônica divididos em dois grupos: para o tratamento com Botox® ou placebo.

Esses pacientes estavam sofrendo em média 20 dias de dor de cabeça por mês, dos quais 18 eram moderados ou graves. Aqueles randomizados para aplicação de toxina botulínica receberam injeções de dose fixa a cada 12 semanas durante 56 semanas. Essas injeções cobriam sete áreas específicas da cabeça e do pescoço.

Após seis meses, com dois ciclos de tratamento, aqueles tratados com toxina botulínica tiveram em média oito dias a menos de dor de cabeça por mês. Após 12 meses, 70% das pessoas tratadas tinham reduzido o número de dores de cabeça que experimentavam originalmente em aproximadamente 50%.

O tratamento com toxina botulínica foi bem tolerado, sendo os efeitos colaterais mais comuns a dor no pescoço (6,7%), a fraqueza muscular (5,5%), e queda da pálpebra (3,3%). Nenhum efeito colateral irreversível sério foi relatado.

Como Funciona

Um estudo norte-americano realizado por Rami Burstein et al. utilizando modelos animais sugeriu que a toxina botulínica inibe a dor na enxaqueca crônica, reduzindo a expressão de certas vias da dor que envolvem as células nervosas no sistema trigeminovascular. O sistema trigeminovascular é uma via sensorial que se pensa desempenhar um papel fundamental na fase de dor de cabeça de uma crise de enxaqueca. Efeitos da Toxina Botulínica no Tratamento da Enxaqueca

A toxina botulínica mostrou reduzir a dor em várias doenças, incluindo distonia cervical, dor neuropática, dor lombar, espasticidade, dor miofascial e dor na bexiga. Mais pesquisas sobre o mecanismo de ação da toxina botulínica trarão luz a todos os seus mecanismos de ação.

É Indicada para o Meu Caso?

Apenas pacientes com enxaqueca crônica são elegíveis para tratamento com toxina botulínica. A enxaqueca crônica define-se por dores de cabeça que ocorrem em 15 ou mais dias por mês, com pelo menos metade das crises apresentando sintomas de enxaqueca, como náuseas ou sensibilidade à luz.

É importante que o paciente tenha uma discussão informada com o seu médico sobre suas dores de cabeça, antes de tomar a decisão de usar toxina botulínica. Ao visitar o seu médico, ele deve realizar uma avaliação detalhada da sua condição, incluindo sintomas, frequência de crises e qualquer medicação utilizada no passado ou atualmente. Manter um diário pode ajudar no diagnóstico.

Atualmente, o uso de toxina botulínica é restrito a médicos especializados em sua aplicação. Assim, a injeção da substância para tratamento de enxaqueca não deve ser realizada em clínicas de estética. Procure o seu médico dermatologista de confiança, para realizar um diagnóstico adequado e um plano de tratamento eficaz.

O Med9https://www.abctudo.com.br/
Tudo sobre Medicina. De uma forma fácil, prática e bem humorada! chega das chatices técnicas que todos os médicos na Internet usam!

Troca de Informações

Efeitos da Toxina Botulínica no Tratamento da EnxaquecaEfeitos da Toxina Botulínica no Tratamento da Enxaqueca

Conteúdo Relacionado

Quando os adultos devem ser vacinados

Quando os adultos devem ser vacinados?Esta é uma pergunta que não passa pela cabeça da maiorias das pessoas, pois associa-se muito a vacinação a...

Vacina contra a gripe

Vacinação contra a gripeChamamos erroneamente o resfriado comum de gripe.Na verdade, gripe, é infecção causada por vírus do grupo influenzaA gripe é uma doença...

O que significa AIDS

AIDS é diferente de HIV Uma pessoa pode ser portadora do vírus HIV e não ter a doença da AIDS. AIDS é uma sigla que vem...

Fique em Contato

138FãsCurtir
1,300SeguidoresSeguir

Últimos Artigos

Quando os adultos devem ser vacinados

Quando os adultos devem ser vacinados?Esta é uma pergunta que não passa pela cabeça da maiorias das pessoas, pois associa-se muito a vacinação a...

Vacina contra a gripe

Vacinação contra a gripeChamamos erroneamente o resfriado comum de gripe.Na verdade, gripe, é infecção causada por vírus do grupo influenzaA gripe é uma doença...

O que significa AIDS

AIDS é diferente de HIV Uma pessoa pode ser portadora do vírus HIV e não ter a doença da AIDS. AIDS é uma sigla que vem...

Linfadenopatia: quando procurar um Infectologista

Chamamos de linfadenopatia aqueles "carocinhos" que aparecem podem aparecer em algumas partes do corpo como pescoço, axilas, virilhas, etc. Eles podem ter características distintas...

O que muda na vida de quem tem HIV

O HIV, mais que uma doença infecciosa, é uma doença crônica.Ainda existem pessoas que ao receber o diagnóstico de HIV acham que suas vidas...